[B-DAY] 20 anos de Castlevania Symphony of the Night!

Castlevania: Symphony of the Night – ou Akumajo Dracula X: Gekka no Yasokyoku – é um jogo de plataforma lançado em 1997 e é o 15º jogo da saga Castlevania. Anterior à ele têm-se:

Desenvolvedora e Publicadora: Konami
Trilha Sonora: Michiru Yamane
Plataforma: PlayStation
Lançamento: 20 de março de 1997
Gênero: Plataforma/aventura, Action RPG
1 jogador

História ::.. O ano é 1797, 5 anos após os eventos de Rondo of Blood onde Richter Belmont derrota o Conde Dracula. Mas em Symphony of the Night algo inusitado aconteceu: Richter Belmont desapareceu após derrotar o imortal inimigo e o Castlevania, o Castelo do Drácula, surgiu novamente dentro de um denso nevoeiro. Alucard, o filho do Drácula, desperta de seu sono profundo e parte em busca de respostas a respeito de seu pai e o desaparecimento de Richter.

Gameplay ::.. O charme de Castlevania é o estilo plataforma 2D, e justo numa época onde os polígonos estavam sendo explorados cada vez mais, foi um tiro que atingiu o alvo a longo prazo pois o SotN é um jogo aclamado mas que foi mal recebido na época de seu lançamento(por incrível que pareça). O cenário de fundo não é um quadro “grudado” como anteriormente, ele se move e há até mesmo um certo tipo de animação em algumas áreas do castelo. A dificuldade do jogo está em lidar com um cenário 2D enorme, onde muitos objetos ou paredes se tornam suspeitos e podem ser quebrados ou sofrerem algum tipo de interação.

Mapa ::.. Eis um dos responsáveis pela dificuldade do jogo, assim como o fator diversão do mesmo. Nele há seções onde entramos em bibliotecas, capelas, catacumbas, corredores infinitos, torres do relógio, enfim. O jogo nos traz vislumbres em diferentes ambientações, assim como os inimigos variados. Mas falando do mapa, o original é este aqui:

Após derrotar Richter sem matá-lo(só pros bons), abrimos o mesmo mapa do jogo só que…

Curiosidades ::.. Bom, qualquer info aqui é já conhecida de vocês, mas é sempre legal listar e lembrar das curiosidades e bizarrices no jogo.

  • Alucard – A primeira aparição de Alucard foi em Castlevania 3: Curse of Dracula. Na ocasião ele era um subchefe que se tornava jogável após derrotado. Ah e ele tem um nome também: Adrian Fahrenheit Tepes. Ele adotou o Alucard por ser o contrário de Dracula – seu famigerado pai que quer escravizar a raça humana.
  • Alucard Gárgula – Ele se torna uma gárgula após o contato com uma medusa amarela que petrifica nossos personagens. Algumas vezes Alucard se petrifica e assume a forma de uma gárgula enorme.
  • Owl Knight – No meio do jogo há um oponente chamado Owl Knight. Ele é um cavaleiro de armadura dourada que carrega consigo uma coruja que nos ataca. Se matarmos a coruja primeiro, o cavaleiro larga a batalha e vai chorar a morte de sua coruja por alguns segundos(depois disso ele desfere golpes fortíssimos com sua espada).
  • Scarecrow – O nome sugere um espantalho. Mas vamos lá: na lenda do vampiro, sabe-se que Vlad Tepes(o real) empalava os cavaleiros nos arredores de seu castelo como pode ser visto inclusive no filme Dracula de Bram Stoker e no jogo também logo após o primeiro encontro com a Morte. Mais tarde esses homens aparecem como inimigos no jogo.
  • Mitologias diversas – É possível ver um lobisomem(lendas européias e brasileiras) ou um minotauro(da mitologia grega). Mas também há menções há itens e objetos também como o Anel de Ares. Um inimigo memorável é o Valhalla Knight, um cavaleiro imortal que está sempre em busca do combate, montado em seu cavalo mutilado e portando uma lança. Valhalla é um local da mitologia escandinava – ou mitologia nórdica – onde é um salão onde os melhores cavaleiros ceiam até o dia de Ragnarök, o duelo final, chegar.
  • Ciclo da vida – Na sala do telescópio é possível ver um ninho ao fundo. Se entrar e sair várias vezes da sala, você verá desde os ovos chocando até o crescimento do pássaro.

Trilha Sonora ::..

A trilha sonora foi composta por Michiru Yamane, nascida em 1963 em Kagawa, Japão. Ela foi a principal compositora para músicas do Bloodlines e também deste clássico que aqui abordamos. Ficou na Konami até 2008 quando, desde então, tem feito concertos independentemente. Anteriormente Yamane trabalhou em Suikoden, Contra Hard Cops, Rocket Knight Adventures, Elder Gate, Gungage, dentre outros jogos.

Este é um artigo comemorativo, pois foi neste dia, no ano de 1997, que Castlevania Symphony of the Night foi recebido. Um jogo ousado, pois em meio à gráficos 3D, câmeras rotatórias e CGIs cada vez mais reais, um jogo 2D de plataforma figurou na biblioteca do que é considerado um dos melhores videogames de todos os tempos: o PlayStation One. E mais, é considerado também como o melhor Castlevania de toda a saga, e merecidamente.

Espero que tenham gostado.

Abraços,

Fúria

About Furia 208 Articles
Decidi fazer um blog quando vi que pessoas ainda ficam fascinadas por games antigos, assim como eu mesmo fico até os dias atuais. São games históricos e que fizeram parte de nossa infância, nossa melhor época...

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*